03/06/2019 às 09h32min - Atualizada em 03/06/2019 às 09h32min

Assassinato de holandês e namorada em 2010 é denunciado à Comissão Interamericana de Direitos Humanos

O assassinato do holandês Joel Bastiaens, de 24 anos, e da namorada dele, Sandra Maria Dourado Souza, ainda não apresentou conclusões, mesmo após nove anos. O casal foi assassinado a tiros em um casa no bairro Araçagy, em São Luís, no dia 28 de fevereiro de 2010.

A Delegacia de Homicídios da Capital, responsável pelo inquérito, ainda não apresentou a conclusão das investigações. A família do holandês encaminhou uma denúncia contra a União para a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, localizada em Washington, nos Estados Unidos.

De acordo com a família da vítima, as possibilidades da justiça ser feita no Brasil se esgotaram. A petição da família foi discutida nesta sexta-feira (31) em uma reunião com representantes da Secretaria de Segurança Pública e Direitos Humanos do Estado, onde foi decidido que vão indicar uma equipe para, em até 60 dias, apresentar um relatório sobre o inquérito.

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
ss