23/05/2019 às 08h51min - Atualizada em 23/05/2019 às 08h51min

Assassino confessa que matou professora encontrada morta na UFMA por causa de dívida de R$ 2.500 reais

O ex-auxiliar de agente penitenciário Márcio Jorge Lago Marques, preso na noite desta terça-feira (21), confessou à polícia que uma dívida de R$2.500 mil foi a motivação do assassinato da professora Rosiane Costa, de 45 anos, em São Luís. Ele foi apresentado na Sede da Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (22).

A delegada responsável pelo caso, Viviane Fontenele, afirmou que Márcio confessou que matou a professora minutos antes da vítima entrar no veículo para ir embora. Ele a estrangulou, jogou o corpo no carro e resolveu levar para o campus da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Ainda de acordo com Márcio, o corpo foi levado para lá porque estava no caminho indo buscar a esposa na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da área Itaqui-Bacanga. Segundo a delegada, Márcio Jorge tinha um caso com Rosiane Costa há dois anos, mas tinha uma dívida que não tinha conseguido pagar.

Foi confessado por ele, ainda, que os dois mantinham contato porque Rosiane fazia cobranças por causa da dívida. No final de semana, ela disse ao autor do crime que não ia mais esperar. Logo após, ele resolveu insistir para que ela fosse até a residência dele para que conversassem e lá ele a seduziu para terem uma relação sexual. O objetivo era fazê-la desistir de cobrar, mas como não conseguiu, resolveu matá-la para se livrar do pagamento da dívida.

Márcio Jorge Lago Marques será indiciado por feminicídio e motivo torpe.

Link
Notícias Relacionadas »
ss