16/05/2019 às 11h26min - Atualizada em 16/05/2019 às 11h26min

Corte nas verbas da UFMA ameaçam pesquisas de pós-graduação.

Com o contingenciamento de recursos federais para a educação, a pró-reitoria de ensino e pós-graduação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) anunciou o corte de 21 bolsas de mestrados e 6 de doutorado. O investimento era de R$ 44 mil por mês. Segundo o pró-reitor Allan Kardec, a decisão do governo federal prejudica a continuidade de pesquisas importantes.

A redução da verba para instituições federais também afeta a infraestrutura da universidade, como a manutenção dos laboratórios. No laboratório de física experimental da UFMA, por exemplo, são desenvolvidas pesquisas de mestrado e doutorado sobre propriedades das células cancerígenas e diagnóstico precoce do câncer, que buscam aumentar as chances de vida para quem sofre com a doença.

Além da UFMA, o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) anunciou o corte de 38% no orçamento previsto para este ano. O percentual representa, aproximadamente, R$ 28 milhões a menos no orçamento do instituto.

 

Link
Notícias Relacionadas »
ss