26/04/2019 às 10h59min - Atualizada em 26/04/2019 às 10h59min

Alunos do IFMA no Monte Castelo são apreendidos, após suspeita de planejamento de ataques na instituição.

A Polícia Federal está apurando se um grupo de alunos estava planejando um atentado dentro do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), campus Monte Castelo, em São Luís. O grupo de alunos de cursos técnicos da Instituição de Ensino estaria tramando o ataque, que ocorreria de forma semelhante ao que aconteceu na cidade de Suzano, em São Paulo, na Escola Estadual Raul Brasil, no dia 13 de março.

A informação, confirmada pela Polícia Federal, por meio da assessoria de comunicação, afirmou que “foram somente ameaças nas redes sociais”, mas que “a PF está monitorando todas as situações e há investigações que estão sob sigilo”. Foi dito também que não houve atentado nem tentativa, apenas boatos que circularam nas redes sociais.

As ameaças foram divulgadas em redes sociais, o que gerou pavor entre os alunos do IFMA. Segundo declarações de estudantes na internet, um dos líderes do movimento teria planejado o ataque depois de ser hostilizado por colegas com comentários racistas.

Policiais federais compareceram na manhã dessa quarta-feira (25) ao campus, para apreender os envolvidos no planejamento do atentado. Duas pessoas teriam sido conduzidas pelos policiais para prestar esclarecimentos.

NOTA DO INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) informa que não houve qualquer atentado ocorrido no Campus São Luís-Monte Castelo, apesar da ocorrência de mensagens de alunos compartilhadas em redes sociais com teor de violência e intimidação à unidade de ensino.  A instituição já havia denunciado o fato às autoridades competentes e passou a acompanhar o caso dentro de suas competências e atribuições, além de já ter providenciado as medidas para garantir a segurança e tranquilidade de alunos e servidores.

Na manhã de quinta-feira (25), a Polícia Federal tomou ações preventivas para coibir a ocorrência de qualquer situação mais grave.

A instituição alerta ainda para a circulação de notícias falsas associadas ao fato, que prejudicam a investigação e provocam temor no ambiente escolar.

O IFMA se mantém disposto a colaborar para o esclarecimento dos fatos e informa que repudia todo tipo de violência, dentro e fora da escola. A instituição reitera que não há motivos para pânico e que todas as providências foram executadas para a preservação da segurança da comunidade acadêmica.

 

Link
Notícias Relacionadas »
ss